segunda-feira, 1 de setembro de 2008

A sorte do dia

Chegou leve, rindo. Estava animado e parecia bem disposto para sua tarefa. Deu oi para todos, sorriu mais ainda quando lhe fizeram algumas gracinhas, olhou para o lado, desviou seu olhar. Perguntou-lhe algo sutil. Ouviu a resposta e concordou. Sentiu-se bem, nunca tinha realmente percebido como pequenas coisas fazem toda a diferença.

Continuaram seus afazeres ordinariamente. Vez ou outra encostavam as mãos, esbarravam os olhares, batiam os pés. Tudo involuntariamente. Talvez não - gostava de pensar. Recebeu elogios. Realmente, melhorara muito de uns tempos pra cá. Saltava alto e com precisão. Tentara seu máximo. Naqueles minutos, talvez estivesse realmente se destacando.

De repente, apagaram as luzes. Hora de ir embora. Ficou ansioso, era hora de dizer tchau. Nunca sabia como se portar, afinal, tudo poderia ser coisa de sua cabeça. Bem, não tinha nada a perder. Foram caminhando e conversando, todos juntos. Todos eram muito engraçados. Na hora de cada um pegar seu caminho, a despedida veio e parecia não acabar: deram um abraço, se afastaram, olharam para trás, sorriram, cada qual encarando a rua a sua frente e os carros passando. Era engraçado como não conseguiam sustentar um olhar prolongado! Como era bacana aquilo! Esses momentos, esses pequenos gestos. Ficou feliz só por aquele pedacinho de coisa. Que bobagem!

Bobagem nada. São esses momentos que mostram quem cada um é -diria. E disse, a si mesmo. Vale a pena tentar. Quem sabe aquele não era o começo de uma grande sorte. Torcia para isso.

4 comentários:

Alice Agnelli disse...

c´est la vie.
ou, c´est l´amour.

;)
(tão irritante esse meu francês! hahah)

Fontes disse...

Ceci n'est pas une pipe.

eu também mando bem em francês!

eu sempre fico com a pulga atrás da orelha com esses textos que falam, falam, mas não dizem de quem estão falando. Mas tudo bem, nem ligo, é mais divertido assim.

Alice Agnelli disse...

eu fico com a pulga atrás da orelha e no dia seguinte foi logo perguntando.

acredite, fontes, a explicação rende uns bons papos.

;)

Alice Agnelli disse...

*fui logo perguntando