quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Coco Avant Chanel



Gabrielle Coco Chanel não precisou de homens. Preferia ser amante a cumprir o papel de coadjuvante atrás da sombra de um marido - no começo do século XX, não eram muitas as opções disponíveis. Coco sabia na medida certa quando sair de cena sem se machucar. Sabia na medida certa o que esperar de alguém. Mais: o que esperar de si mesma.

Conduziu sua vida da amargura da miséria ao auge da fama com a sobriedade de seus modelos, sem deixar-se levar por ilusões que lhe pudessem valer seu prazer e inteligência em posicionar-se e produzir.

É essa mulher a frente de seu tempo, na aparência e na essência, que o filme "Coco antes de Chanel" pretende mostrar. E consegue, mesmo com a fraqueza da esperada perfomance de Audrey Tautou no papel da protagonista.

O título, talvez, indique com clareza o traço mais forte que o longa imprime ao espectador: antes da magnata Chanel, existiu Coco, que enfrentou grandes dificuldades, sofreu, começou do zero, mas sempre brilhou, na profundidade de suas percepções, de seu tino e da convicção em seus valores e ideais.

3 comentários:

... disse...

Esperava mais desse filme.. hehe Mas não conhecia muito sobre Coco antes de Chanel, então fiquei bem impressionada com algumas coisas.

... disse...

P.S. É a Paulinha!

Tulio Bucchioni disse...

É, eu tbm...Na vdd me frustrei com o filme, mas de algum jeito tbm fiquei impressionado pela personalidade da Coco!