sábado, 19 de fevereiro de 2011

Tenso

Acabo de ler uma matéria sobre o novo filme do Fernando Meirelles, o 360º. O filme parece ter uma temática bacana, basicamente sobre relações humanas em diversos país; mais um filme "caldeirão cultural", como Babel ou Crazy, mas mais leve, acredito. Até aí, tudo bem.

O que me irrita é o diretor reconhecer sua não contribuição ao cinema nacional, escalar a Maria Flor e mais um outro carinha da Malhação como os únicos brasileiros a atuarem no filme e depois vir me falar que adora rodar no Brasil, que adora trabalhar com brasileiros. Poxa! Tantos atores bons sofrendo pra sobreviver de arte - a-r-t-e - dando a cara à tapa em milhares de apresentações ousadas, sem verba, sem divulgação nenhuma. Eu conheço vários no CAC. É uma sacanagem, sabe. Você escolhe ser ator quase que sabendo das dificuldades que vai encontrar se quiser ser um pouco mais criterioso nas escolhas de seus papéis. Isso para aqueles que realmente vão em frente com o seu sonho...Os que não vão, bom, esses são muitos no Brasil.

Aí me vem um puta cineasta de qualidade reconhecer sua falta de esforços e ainda me contratar atores medíocres pra atuar em seus filmes internacionais...Ah é, já ia me esquecendo, ele se conforta com o fato de estar abrindo o mercado externo para brasileiros...Puta que o pariu, né!

Fico pensando na Argentina, ferrada economicamente, com uma puta inflação, mas com o cinema cada vez mais forte, mais ousado, mais original.

Tenso.

Nenhum comentário: