terça-feira, 10 de janeiro de 2012

O "verdadeiro" sexo

A idéia de que possa existir um "verdadeiro" sexo, como dizia ironicamente Foucault, é precisamente produzida pelas práticas reguladoras que formam identidades coerentes através do domínio e da manipulação de normas adequadas de gênero[...]

É exatamente porque certas "identidades de gênero" não se adequam a essas normas de inteligibilidade cultural que elas não podem senão aparecer como anomalias ou impossibilidades lógicas. A persistência e a proliferação dessas identidades são uma ocasião crítica de expor os limites e os termos reguladores desse domínio de inteligibilidade e portanto de tornar possível, nos marcos mesmo dessa inteligibilidade, práticas concorrentes e subversivas que possam problematizar as questões de gênero e sexualidade.

"Trouble dans le genre", Judith Butler



Nenhum comentário: